À paisana na tenda!

1. Segundo o Expresso, o Público e o Observador, agentes da GNR à paisana estiveram presentes no interior da tenda da convenção do Chega para identificar e multar os delegados que não usavam máscara. O tom do relato feito nos três jornais é o da simples notícia de um facto normal, banal, no âmbito da luta contra a covid-19. A mesma informação, com o mesmo tom, passou em rodapés nas notícias televisivas. Até hoje, sem reação pública de que eu tenha conhecimento. Lamento, mas para mim o facto não é normal. Não é de todo normal a presença de polícia à paisana numa reunião partidária, seja ela de que partido for. A pandemia não pode justificar tudo. No domingo foi ultrapassada uma linha vermelha no funcionamento do regime democrático. E não vale ficar calado porque a reunião era do Chega, partido pouco recomendável no plano democrático. Não vale a pena no plano dos princípios, como não vale a pena num plano mais pragmático. Comecemos por este.

2. Flashback. Finais de 1974, em Luanda, depois da organização e participação numa manifestação a reclamar a proibição de partidos brancos, racistas. Reunião com Gentil Viana, dirigente histórico do MPLA, um dos líderes da tendência Revolta Ativa, que se opunha à direção de Agostinho Neto. E que se opunha, também, à manifestação de que estávamos tão orgulhosos. Um pouco irritado, explicou: nestas coisas não há meio termo, agora vocês discutem se os racistas podem formar um partido, amanhã a discussão será sobre qual é o movimento de libertação verdadeiramente legítimo e quais são os que não merecem existir e, por fim, o MPLA vai decidir se vocês têm direito à palavra. E assim foi…

3. No plano dos princípios, a discriminação dos adversários mais odiosos tem os mesmos limites que a liberdade de opinião. Ou seja, não tem. Citando: “With regard to freedom of speech there are basically two positions: you defend it vigorously for views you hate, or you reject it and prefer Stalinist/fascist standards. It is unfortunate that it remains necessary to stress these simple truths” (Noam Chomsky).

Um pensamento em “À paisana na tenda!”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s